quarta-feira, 30 de Novembro de 2011

O MEU POETA

Não existem alternativas ao bem e ao que somos – digo ao meu poeta.

Imagem: O Veneno -- Vladimir Kush

Sem comentários: