segunda-feira, 7 de Junho de 2010

| OS SUBTERRÂNEOS

“Eu sempre achei que Cabo Verde não deveria ter sido independente, não assisti à independência de Cabo Verde por isso mesmo” — Mário Soares, in Colóquio Vozes da Revolução: Guerra Colonial e Descolonização.

O que é que esta afirmação e a imagem que ilustra este texto têm a ver com o facto do Presidente Pedro Pires se ter remetido ao silêncio sobre as palavras do ex-Presidente da República da Lusitânia? Os subterrâneos da política têm destas coisas, quase incompreensíveis para uma razão esclarecida. Mas como tenho saudades do Sábado, nada digo agora. Agora… ainda que não deva ser preciso; pois quem percebe, perceberá.

8 comentários:

Amílcar Tavares disse...

Gostaria de perceber o quadro todo. Por isso, é uma pena não saber a opinião de Mário Soares sobre isto:

De acordo com uma sondagem que foi publicada pelo semanário português Sol em Setembro de 2006, 28% dos portugueses defendiam que Portugal e Espanha deviam ser um só país, 27% dos entrevistados diziam que a economia portuguesa ficaria melhor nesse hipotético Estado unido, mas só pouco mais de 15% estariam dispostos a aceitar como Chefe de Estado Juan Carlos I. Pela sua parte, a revista espanhola Tiempo, em Outubro de 2006, publicava que 45,6% dos entrevistados espanhóis estariam a favor da união.

Virgilio Brandao disse...

A opinião de Mário Soares é sabida. É socialista, republicano e laico, assim se define e daí se infere a sua opinião.

Sobre o quadro, um dia destes escreverei algo sobre isso.
Abraço fraterno

Joshua disse...

Não percebo porque ainda de dás ao trabalho de reproduzir o pensamento do Mário Soares.

Quanto à questão peninsular...os portugueses gostam muito de dizer coisas e ainda por cima em sondagens...mas abdicar formalmente da soberânia...não me parece.

Virgilio Brandao disse...

Joshua, Joshua...
O que quero dizer sobre o Mário Soares, e de muitos outros, lerás depois; e está para além do que dizem ou não dizem; é mais do um, v.g., que fez e o outro fez e o que omite.

E dentre o que fez... está a questão da soberania. Portugal adbicou, há muito, da soberania... e fê-lo a rir e a cantar. :-)

Joshua disse...

Por isso é que eu disse abdicar formalmente...
Daaaaa

Virgilio Brandao disse...

Ah, pois... e resposta é a mesma; pois isso foi feito formalmente, com mudança de Constituição e tudo. Mas o povo é assim... até mesmo tu, uma aristoi (das mulheres que ambos conhecemos és a mais inteligente e perspicaz!, de longe, diga-se.), se deixa levar nessa conversa!

Ah, Deus!

Joshua disse...

Pois! Esta nossa conversa é uma conversa de surdos.
:(

PS: Ainda tenho que aprender a elogiar e a insultar uma pessoa com apenas uma frase!
:-)

Virgilio Brandao disse...

Surdos, não! Eu escuto-te, e percebo os teus pontos de vista; o ocntrário é que, neste particular, não parece acontecer.

Ah, eu aprendo algo novo todos os dias; e há muito que aprendi a não insultar; elogiar, sim - na devida medida.
:-)