quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

~Foto de Martin Kovalik ~

Acordei há cerca de hora e meia atrás. Era para escrever umas linhas a explicar, de forma sintética, como funcionam as eleições norte-americanas, mas… A minha alma não está para aí, não – tem de lidar hoje com traficantes, um homicida e uma multidão de mentiras que terei de ouvir com um sorriso ou com a alma inexpressiva.

Custa-me a injustiça e estou do outro lado da barricada a defender a «minha dama» – a que comprou e vendi a minha ciência. As a trader of my science i have to say - pacta sunt servanda. E tenho, sempre, de ir além do meu melhor. Deveres...

Ah, Política não contrabalança o dia, não... Tem de ser algo belo. Porque não, o mais belo? Sim, porque não? Gloria Mundi. Obrigado Eva & Adão. Obrigado Noé – pelo mosto primo, inconsciente Cã e pela minha negritude.

Prazer também é direito. Compartilho.

video

~ Besame Mucho, Ray Conniff ~

Sem comentários: