sábado, 23 de agosto de 2008

Agora que se fala tanto na China, há que lembrar que os direitos não são exclusivos dos homens mas de toda a humanidade, inclusive dos animais.

Na China, para se conseguir uns quantos bocados de pele para satisfazer o mercado, criam-se e esfolam-se animais vivos. Assim mesmo, num exercício de maldade pura e sem qualificação possível.

2 comentários:

marisa fernandes disse...

meu deus do cèu,tanta maldade,è por isso que quando alguèm me pergunta qual è o animal que me mete mais medo, eu respondo è o ser humano,os homens são malvados(a maioria),mentem,matam-se uns aos outros(guerra),maltratam os pròpios filhos,quando uma pessoa lhe dà amor,ele desconfia logo,não ajudamos uns aos outros(a pobreza),è claro que não estou a falar no geral,pessoas sem dò,sem piedade,eu acho k sò a fè em deus pode nos ajudar a superar isto tudo k estamos a viver nessa humanidade... k tristeza tanta maldade

Virgílio Brandão disse...

Marisa, a maldade humana é a segunda coisa sem medida na vida. A outra, felizmente, é o amor.

“Acima de todas as coisas, guarda o teu coração”, da maldade humana – certamente. Vencer o mal com o bem é coisa cada vez mais dificil, sim...