quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009

  • O DIABO E O MAL

    Ouvia o programa Quarta a Noite na
    RCV. O tema era sobre… o Diabo! Esperava mais, muito mais da discussão. Lucífer – Satanás, Diabo, Iblis… – deve ter-se rido com a forma como muitos o olham e o que pensam dele. Para um leigo em matérias teológicas, a obra mais interessante que se escreveu sobre o Diabo no século XX é «O Diabo» de Giovanni Papinni. Aconselho a sua leitura, pois dá uma visão geral sobre a temática do Diabo – diria mesmo que é uma espécie de introdução ao estudo do Diabo.

    A questão do Diabo foi discutido fora do plano teológico tradicional – e é interessante esta socialização do pensamento cristão –, perdendo o tema grande parte do interesse que a sua profundidade transporta. Agora, confundir o Diabo com o mal – mesmo o mal moral – é como tomar a nuvem por Juno. A questão é bem mais complexa, e fascinante. Agora que o Diabo anda à solta por aí… lá isso anda. E invoco o aviso do Baudelaire: "a maior arma do Diabo é convencer o homem de que não existe". Know thy enemy – diziam os antigos com alguma razão…

    Imagem: Satan's slingshot - H.R. Giger

Sem comentários: