domingo, 6 de Dezembro de 2009

  • EU E O MEU POETA

    "O cepticismo é o lugar natural, o inferno dos homens bons" – diz-me o meu poeta.

    Imagem: Aurélio Cómodus, filho de Marco Aurélio Antonino, a ser envenenado pela sua amante cristã – Márcia. Atrás desta, Narciso, o escravo grego que estrangularia o Imperador Cómodus na banheira e que seria, cerca de 4 anos depois, condenado por Septimio Severo a ser alimento vivo dos leões.

Sem comentários: