sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

Nada se perde,
tudo se transforma...



De Renoir ao Seixal...

Sem comentários: