segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

  • ESCLARECENDO AS COISAS

Editei um texto do meu poeta que me mereceu alguns e-mais críticos. – «É política! – voz quase unânime. Bem, volto a editar, postar (não; não comi pescada, não…) o mesmo. Espero que não me digam que é política, pois não sei onde ela está fora de tudo. Será que sou daltónico em termos políticos ou só precisarei de colírio.

Ele, ela e o café...

Há cafés que são, mais do que margosos, de amargos de boca – diz-me o meu poeta.

Sem comentários: