sábado, 31 de outubro de 2009

  • PÉROLAS VERDADEIRAS

    Acabo de ouvir na RCV o discurso de Carlos Veiga no encerramento da Convenção do MPD. Um discurso claro, com ideias, curadora de eventuais feridas internas — que se tem tentado, bem, evitar —, congregador do partido e mobilizador ao nível interno e externo, e demarcando o inimigo do MPD: a pobreza e a falta de desenvolvimento do país.

    A moção de estratégia em si, é documento para ser lido e analisado com cuidado. O que ouvi, durante o discurso e depois — durante a Conferência de Imprensa, segundo deu para entender — agradou-me. Muito, devo dizer. Alguns ilações podem ser tiradas, algumas particularmente interessantes, mas isso fica para depois. Agora, resta ver os órgãos eleitos do partido, e saber quem é que foi eleito para se ter uma ideia do que o novo líder do MPD pode contar, e esperar pelas decisões necessárias que terá de tomar. No discurso, começou bem. É que, em verdade, a liderança de Carlos Veiga começa hoje, hoje é o dia zero. Amanhã é um outro dia, que seja novo.

    Eu, vou ver o Braga-Benfica.

5 comentários:

Jonas disse...

Duplamento fodido meu como é que estes gajos perdem o jogo?

Virgílio Brandão disse...

Eu vi porquê... normal. Jonas, normal. Mas seremos campeões!

JB disse...

Foi o Veiga que disse isso no seu discurso? hehehehe

Abraço

Virgílio Brandão disse...

JB,
é um discurso interessante, e poderás lê-lo no Expresso das Ilhas: http://www.expressodasilhas.sapo.cv/noticias/detail/id/12710

De todo o modo, irei postar o seu conteudo aqui. Estive a lê-lo com calma esta tarde...

Abraço fraterno

PS: Não me digas que não ouviste o discurso na RCV? Eu ouvi acidentalmente, pois não era para estar perto de uma rádio a essa hora...

Virgílio Brandão disse...

Ah, e fez umas declarações depois do discurso, em conferência de imprensa, que pode indicar que a Oposição aí aí...