sábado, 31 de janeiro de 2009

  • SALVADORES AFRICANOS E A HISTÓRIA
Nos últimos tempos tenho ouvido e lido, de todos os quadrantes da sociedade internacional de que Barack Obama é o primeiro descendente de africanos a gerir uma grande nação ocidental. Uma espécie de riso interior percorre a minha alma e pergunto a mim mesmo: – como é possível as pessoas terem uma visão tão estreita da realidade e da História? É a tal mentira de Goebbels, a que dita tantas vezes se torna verdade – verdade oficial, construída, como a que os juízes criam no seu labor jurisprudencial mas que, nem sempre e muita vezes, não corresponde à realidade.

É que, ao contrário do se houve e se lê, Barack Obama não é o primeiro (não, não publicidade da RTP1, não). Precederam-no muitos outros, como darei notícia quando estiver com disposição para escrever sobre isso. O primeiro salvou um grande Império da destruição total. Que Barack Obama possa realizar obra análoga – o factor da História está do seu lado.

Esta falta de memória é conspiração da História? Não. Não é, de todo. É sim conspiração contra as memórias de África e dos africanos, amarrados à ideia de que o seu passado é o da escravatura (Ah!, cidade velha… por onde te levam?). É a conspiração de Estado – consciente ou não – contra a cidadania e a africanidade. Não é opinião, é facto. Não é preciso ler-se uma multidão de tratados de História para se saber e se perceber isso.

4 comentários:

Nita disse...

Ora, nem mais.
A HISTÓRIA ... a Humanidade, infelizmente querem deitar, consciente ou inconscientemente?? muitos valores Africanos no esquecimento.
Vejamos o que fez Hannibal - nascido em Cartago - Tunísia... e outros.
..................................
Também, consequência político-racial,
leiamos os feitos e factos verídicos do sul-africano - DR. HAMILTON NAKI - que fez o primeiro transplante de coração mas, por ser negro, tal mérito nunca lhe foi oficialmente reconhecido.

Enfim...
O seu a seu dono. Assim deveria de ser, não é Virgílio?

Aguardo com expectativa um artigo
teu sobre governante(s) no mundo ocidental.
Força! Te admiro.
Anita

Virgílio Brandão disse...

É isso mesmo, Anita...

Espera umas notas minhas.
:-)

Ariane Morais-Abreu disse...

Nao é preciso ir muito longe na historia para se encontrar um grande salvador africano que obrou também para a salvaçao dos ocidentais : Amilcar Cabral. Ao oposto da tua preocupaçao, um articulista português cujo texto foi amplamente divulgado nos nossos jornais online ousou a comparaçao de Obama com Cabral baseando a sua dissertaçao sobre a ocorrência do mês de janeiro. Por onde se pode cair?!! Que o primeiro cresce e aparece e depois veremos, quem a historia da humanidade agradece. Nos os Cabo-verdianos sofremos de cronica amnesia e rezamos para que Obama seja uma amnistia para os USA. Para a informaçao deste blog, aconselho vivamente a leitura do texto " Desendeuzar Obama" de um muito jovem luso-guineense por nome de Samuel Reis que costuma escrever no site www.didinho.com. Ele deu uma boa liçao de frescura, "clairvoyance et sagesse" no que diz respeito ao 44to presidente afro-americano. Reconforta o espirito saber que alguns nao esqueçam de consultar a Historia ao abrigo do "bon sens".

Virgílio Brandão disse...

Vou dar uma olhada Ariane. Obrigado pela sugestão.

A História, Ariane, julga todos (mesmo os que tentam matá-la), como os sete palmos de terra nos nivela.

:-)