terça-feira, 28 de Outubro de 2008

  • Soy un campesino... – começou a dizer o meu poeta, nesta manhã ventosa e fria a ser consolada por Mozart e Joaquín Rodrigo.

Sem comentários: