quinta-feira, 5 de março de 2009

  • CLARIFICANDO O TEU DIA
Na noite, o almocreve
teve quinhentas mil almas do teu sorriso.

O dia era um topázio ao sol,
dizia a hora tardia.

No rosto, a virgem negra,
a pérola desfolhada,
o sétimo continente do mundo,
a ideia pura,
lavadas de chuva setembrina
e da fórmula zero a infinito,
ofegantes de riscos esperavam...
.
  • Imagem: Menino na Praça Nova, Mindelo. Poderia ser eu, anos antes... de curar os sonhos.

2 comentários:

Jessica disse...

VB, perdeste a capacidade de sonhar, na idade da loba?

Nunca percas a liberdade de sonhar, que não se perde nem se corta, nem com machados da vida, das desilusões, dos desencontros, das frustações...

Como diz o teu poeta? O sonho comanda a vida!!?

Noite boa

Inté

:)

Virgílio Brandão disse...

Não Jessica... "curar", aqui, tem outro sentido.

Mas não partilho da ideia de António Gedeão de que o sonho comanda a vida - o que é timoneiro desta são os propósitos. Mas é bom, para quem não os tenha, sonhar...

Acho que, assim, me entendes melhor.

Noite boa