quarta-feira, 11 de março de 2009

  • POR ONDE ANDAS, ELECTRA?
Está um belo dia em Lisboa! Convida a um momento à beira-mar. É um crime contra a alma não beijar este Sol de braços divinos. I can´t resist temptation – como dizia o poeta. E vou!, sim vou.

Mas assaltou-me, agora – que antinomia! –, uma pergunta:

– Que aconteceu à ELECTRA para estar tão cumpridora? Será um efeito lateral de, por antecipação, estar para aprender a conhecer-se a sim mesma?

Bela luz, esta de Lisboa! Belo Sol, este que banha o Mundo e a hora que se segue. Pereat mundus.

Imagem: Carmen Electra, lagunar…

3 comentários:

Jessica disse...

Mesmo que não haja ELECTRA, aqui em Lisboa, nestes dias, safa-nos a minha amiga lua que está prenhe de luz, não é VB?

Continuação de noite boa. :)

Virgílio Brandão disse...

Hoje, agora, é a luz branca que desponta que me fecunda a alma...

A noite (essa e a última)foi para outra freguesia, langorosa, com as Electras.

:-)

Jessica disse...

Julgo que existem outras luzes coloridas que podem fecundar a alma, não concordas VB?

Tarde boa

;)