sexta-feira, 28 de novembro de 2008

A Independência…, segundo o meu poeta.

3 comentários:

Joshua disse...

Não percebi. Mas pronto isto já é um padrão estabelecido: eu não percebo o teu poeta.
Assim à primeira vista a imagem sugere-me a técnica de suicídio dos alentejanos. Amarram a corda a uma árvore e esperam que cresça. :D

Ariane Morais-Abreu disse...

"Strange fruit" isn'it?!

Virgílio Brandão disse...

Ah, Joshua, Joshua...

É, uma forma de suícidio lento, sim. Afinal, sempre percebes um pouco do meu poeta.

A Ariane percebeu bem.

Sim, Ariane, na mouche! - segundo confidência do meu poeta.

Dia bom