terça-feira, 18 de Novembro de 2008

  • A RESTAURAÇÃO DA POLÍTICA
Barack Obama anunciou que irá fechar a prisão de Guantánamo em Cuba e que os Estados Unidos da América sairão do Iraque no prazo de 16 meses a contar da sua tomada de posse em Janeiro. Ao mesmo tempo encontrou-se com John MacCain, o seu adversário nas eleições presidenciais, para auscultá-lo sobre matérias de interesse nacional.

Para alguns políticos atentarem. As promessas devem ser cumpridas e os interesses das nações estão acima das divergências e da cor política. Os adversários políticos não são, de todo, inimigos. Começou a restauração do estatuto moral da América? Creio que sim, mas será um longo, muito longo caminho.
.
  • Imagem: Prisão de Guantánamo

6 comentários:

Ariane Morais-Abreu disse...

Vai fechar Guantanamo, partir do Irak a medio prazo (vamos a ver!!)... e concentrar as tropas americanas no Afghanistao!!! De quem esta a troçar os USA?

Anónimo disse...

Minha Sra., com que fundamento questiona a veracidade das afirmações do Sr. Obama?! O homem ainda nem tomou posse e já estão a questionar o seu carácter? Ao menos conceda-lhe o benefício da dúvida e esperemos, acreditando que ele vai cumprir o que prometeu.
Sabe porque é que prefiro acreditar? Porque almejo um mundo melhor para todos nós e infelizmente, quer queiramos quer não, está grande parte nas mãos dos EUA.
Melhores saudações.

Ariane Morais-Abreu disse...

Sr anonimo, o Obama ja é presidente!! Nao estou no "acreditar", nem em qualquer crença que for. Questiono simplismente as afirmaçoes do candidato eleito presidente e a posiçao dos USA perante a sua conduta guerreira. Estou tao pouco aqui para acreditar em seja quem for, nem no Obama. Aguardo para ver e o melhor amigo é aquele que nao acredita nas palavras somente por ser ditas, um amigo que avisa quando ha perigo. Se grande parte do destino do mundo esta nas maos dos USA, esperamos que este começa a fazer boa limpeza em casa propria porque precisa com urgência. A urgência prioritaria deste pais exige o fim da deperdiçao militar, que todos pagam. Mas sair duma guerra de invasao colonial e se confortar noutra nao menos condenavel, segundo as declaraçoes ja proferidas, interpela a minha consciência. Por seguro nao acredito nos miraculos que nos querem inventar com esta "historica" eleiçao americana. Penso que "almejar um mundo melhor para todos", nao é ficar acreditando o que ha por vir mas sim questionando e analizando com frieza o que ja foi dito e feito. Os USA ja nos deram muita materia para refletir, o Obama nao pode fazer nada contra isso. Ele é um homem politico, nao um messias como muitos o sonham, que precisa de toda a nossa vigilância para agir no melhor sentido possivel!!

Anónimo disse...

Ah,Ah, Ah!!!
Quem é que falou em crenças??? Deve ter havido um erro de percepção da V. Exa.
Eu acredito e repito que acredito com bases fundamentadas. Deve ter reparado que em toda a campanha do Sr. Obama a palavra de ordem era "CHANGE"!? Portanto,já se antevê mudanças, para melhor!!
Falou em fazer limpeza em casa própria. Então não tomou conhecimento dos campos de acção prioritária do Sr.Obama?
Eu sei que Obama não é um messias que é um político e que as suas acções devem ser alvos de vigilância constante, mas o que eu quero dizer é que Obama foi a melhor escolha, e acreditando nas medidas que ele já anunciou para os EUA sair da crise financeira que afecta o mundo inteiro; fazendo fé nas outras medidas que porão freio no instinto belicista, que lhes é característico,talvez um dos factores determinantes de toda esta crise, parece-me que augura-se melhores dias.
O Obama não poderá fazer nada contra o quê?
É claro que não sendo um messias, não fará milagres, mas que fará coisas boas,... ah nisto tenho fé.
Azar dos desesperançados!

Ariane Morais-Abreu disse...

Acreditar, crer, crenças... entendeu sr anonimo?!! Recapitulamos, nao falei do Obama no meu primeiro comentario mas dos USA porque ele é um "piao" na mecanica americana. Entao o vosso processo de ma intençao fica com você... O Obama nao podera fazer nada contra os malfeitos passados e presentes do seu pais no mundo, pois repito a nossa vigilancia é mais do que necessaria. Nao ha espaço para sentimentalismo mas o sr é livre de acreditar com "fé" ou "azar"! Nao tenha duvida, rien n'arrive par hasard et le hasard est tout à fait imprévisible...

Anónimo disse...

Minha senhora, vivamos o presente acreditando e trabalhando para um futuro melhor para a humanidade. Deixemos o passado, o passado já passou! Penso que entramos numa nova era, a do "CHANGE" e do "WE CAN..."
A senhora diz que ele é um "pião" na mecânica Americana, mas ele é o Presidente, ele pode fazer a diferença, assim como muitos outros presidentes dos EUA, como "piões" na mecânica do sistema conseguiram fazer a diferença uns marcados pela positiva outros pela negativa.
Para mim ele não é um mero "pião" na mecânica, no sistema, Americano, ainda que viciado. Eu penso que ele é THE MAN for THE CHANGE!
Ces ce que je pense madame.