segunda-feira, 17 de novembro de 2008


O poder é o dinheiro da alma – disse-me o meu poeta.

19 comentários:

Anónimo disse...

Ahnnnnnnnn!!!!!!!!!!!!!!Amigo, diga ao teu poeta que se explique porque com essas afirmações uma pessoa até fica maluca!!!!!!!!!!!!

Virgílio Brandão disse...

Anónimo das 17:17:00...

O meu costuma dizer-me que se uma pessoa ficar maluca a pensar é porque pensa. O contrário é verdade, costumo dizer-lhe.

E ele concorda comigo.

O que vou dizer mesmo ao meu poeta?...

Dia bom

Joshua disse...

Hahahaha Já não sou a única a não perceber nada das conversas com o teu pseudo poeta! Se isto se pega estás a braços com um motim na blogosfera!
Noite boa.

Virgílio Brandão disse...

Já não há Bounty´s por aí, não... nem revoltosos oprimidos, por isso não entendem o meu poeta.

He, he...

Sweet night

Ariane Morais-Abreu disse...

Dérange-t'il ce poète les dormeurs bien-pensants?!! Si oui, tant mieux car la poésie n'est pas seulement faite pour endormir...

Anónimo disse...

Revoltosos oprimidos há muitos, meu caro amigo, mas que não entendemos o teu poeta lá isso não entendemos, às vezes!
Olhe, a Sra. Ariane podia nos explicar, nós que somos lerdos e não entendemos nada de poesia!
A mim, parece-me que a poesia é subjectiva, abstacta, mas mesmo assim há coisas que custa a entender!
Olha, não sei!!! Devo ser eu que sou muito lerda. O que se há-de fazer?

Rêves à emporter disse...

Ola Virgilio,

Esse teu "haiku" me envia ao livro do Emile Zola, L'Argent. Inspirado do krach Da União Geral em 1881/82.


Obrigado e continua sempre com a tua sensibilidade poética.

Virgílio Brandão disse...

Carla,
afinal, alguém entende o meu poeta...

Ah, Zola... o Mundo em geral esqueceu o quanto devem a esse escritor extraordinário quando levantou a sua voz e escreveu o seu J´Acuse.

Bem, com prazer verifico que temos referências comuns...

Dia bom

Virgílio Brandão disse...

Ariane,
a poesia é mais que uma arte... muitos diriam que é uma arma, a dos pacifistas.

Anónima das 11:39:00

não se tem, necessariamente, de entender a poesia, desde que se apreenda o seu sentido estético.

É um bom pricípio...

:-)

Anónimo disse...

Sentido estético?? Ahan!!! Entendi!!!
Ah, é assim????!!!!!!!!!
Então eu também quero ser poeta.

Virgílio Brandão disse...

Pois é... os que não entendem com a razão entendem com a alma.

O poeta deve ser capaz disso, senão não é poeta mas escrevinhador.

Anónimo disse...

Parece-me que a poesia não é para entender com a razão, porque se fosse, acho que não sou assim muito lerda das ideias para não entender!Deve ser para entender com a alma mesmo, porque senão, eu nem sei o que dizer desta afirmação do teu poeta!

Joshua disse...

É! O mundo está cheio de pessoas de alma sensível atentas à estética das palavras na poesia...Para mim não há nada comparável à estética da prosa. Da boa literatura. Onde a razão e a alma se encontram.

Virgílio Brandão disse...

Ah... Anónimo das 11:30:00...

Prescinde da razão e da cultura e quero ver como entenderá os Lusíadas (do Camões... sejamos claros), A Eneida, Alexander Pope ou, para falar de um crioulo quase hermético, José Luiz Tavares...

A alma, no sentido de emoção, não chega. No sentido de emoção... pois, como sabe, tem outros sentidos... e o mais próximo(etimológico) é de razão, de pensar...

Mas entendo a sua perspectiva. É de senso comum, entendo e respeito-a, ainda que sinceramente errada.

Joshua,
então deves ler Dostoievsky, Pisemsky, Puskin e Gogol... estará onde almejas. Lewis Carroll será do teu agrado, se ultrapassares os problemas linguísticos da sua escrita.

Dia bom

Anónimo disse...

Amigo, então não me disse que "os que não entendem a poesia com a razão entendem-na com a alma"?

Virgílio Brandão disse...

Anónimo das 12:47:00,
sim, disse. Mas com um sentido ou conceito de alma bem mais amplo do aquela que propugna - simples emoção. Peço-lhe desculpas por presumir que entendesse o conceto de alma como a entendo... não forma tão restrita.

Mas, como disse, entendo a sua perspectiva... cada um entendo as coisas como pode, às vezes como quer ou apreende.

Dia bom

Ariane Morais-Abreu disse...

Porque tantas gavetinhas para engavetar o que nao pode ser engavetado!! Ha poetas que fazem dormir e poetas que despertam o espirito.

Explicar a forma ou o fundo da poesia??!!

Que significa "lerda" sra anonima? Também, nao entendo tudo do português...

Joshua disse...

Ariane,
Lerda quer dizer estúpida, lenta de ideias e por aí fora...:)

Ariane Morais-Abreu disse...

Merci Joshua!!